Trazendo informação do mundo pet

Comidas que cachorro não pode comer

124

Gerenciar a alimentação dos cachorros em casa é muitas vezes bastante complicado. Por um lado, você tem que aprender quais alimentos pode dar e também a quantidade ideal para cada tamanho e idade de cachorro. Por outro lado, você tem que manter esta dieta sem sair da rotina. E é aí que começa o problema.

Quem tem um cachorro que fica solto pela casa, sabe que não é fácil conseguir manter uma dieta equilibrada. Quando você ou sua família está na cozinha ou à mesa o cachorro pede comida com aquela carinha de doer o coração. E estes cachorros em particular, são muito bons nisso: nos lançam aquele olhar com aqueles olhos grandes e esperançosos que fica quase impossível resistir. Nossa missão é não ceder à tentação de oferecer ao nosso cachorro alimentos que sejam prejudiciais a sua saúde.
Muitos alimentos que são seguros para nós, são tóxicos para os cachorros.
Pena que o que parece ser apenas “uma mordiscada inocente” uma lasquinha de comida por debaixo da mesa, poderá fazer com que se torne um perigo real. E não é apenas como quebrar uma regra de educação. Em nossa dieta existem muitos alimentos que comemos sem pensar, considerando-os inofensivos, mas para os nossos cachorros também podem ser tóxicos mesmo em doses bem pequenas.
Veja abaixo uma lista dos alimentos perigosos mais importantes.

ÁLCOOL
No caso dos cães é especialmente importante ter cuidado para não ingerir álcool e todos os alimentos que os contêm, pois eles podem causar vômitos, diarreia, falta de coordenação motora, depressão do sistema nervoso central, dificuldade respiratória, tremores, coma e até morte.

ABACATE
Pode parecer estranho que uma fruta possa ser prejudicial para a saúde de alguém, mas para os cães esta é. Um simples abacate pode se tornar um perigo. Folhas, frutos, sementes e casca de fruta contém, uma substância que pode desencadear o vômito do cachorro e causar diarreia e no caso do abacate, pode deteriorar o fígado do cachorro ao longo do tempo.


SEMENTES DE FRUTAS E CAROÇOS
Independentemente do número e tamanho pode causar obstrução intestinal e inflamação quando ingerido. as sementes do pêssego e nectarina também são tóxicos, pois elas contêm cianeto, um veneno!

CARNES PEIXES E OVOS MAL COZIDOS
Ovas de peixe e carnes cruas podem conter bactérias como a Salmonella e Escherichia coli que podem ser prejudiciais para os animais, tanto quanto são para nós. Os ovos contêm, além disso, uma enzima chamada avidina, que se encontra na clara do ovo crua que reduz a absorção de biotina (vitamina B cuja deficiência pode causar problemas na pelagem do cachorro), mas que pode ser neutralizada pelo calor. Melhor cozinhar bem os ovos antes de dar ao cachorro.

CHOCOLATE e CAFÉ
Esses produtos contêm substâncias chamadas metilxantinas que são alcaloides com alto poder estimulador do sistema nervoso central a mais conhecida é a cafeína que uma vez ingerida por cachorros pode causar vômitos e diarreia, respiração ofegante, sede excessiva e incontinência urinária, hiperatividade, ritmo cardíaco anormal, tremores, convulsões e até a morte. Infelizmente, não há antídoto, então a atenção para a cafeína oculta em produtos alimentícios, tal como em bebidas energéticas ou de refrigerantes e alguns remédios para dor ou gripe.

CEBOLA, CEBOLINHA E ALHO
Estes vegetais podem causar irritação gastrointestinal e destruição das células vermelhas do sangue que levam à anemia, o excesso desta ingestão pode ser grave. Os gatos são mais suscetíveis do que os cachorros, por isso é provável que uma pequena dose você não perceba grandes problemas para o seu cachorro. Mas você deve evitar que eles consumam uma grande quantidade podendo causar intoxicação. A cebola é muito mais perigosa do que o alho, na verdade, dependendo do tamanho do cachorro, o alho pode até ser benéfico para a saúde de seu peludo. Indico no final deste post, dois artigos que falam mais detalhes a respeito da ingestão de alho e cebola na dieta dos cachorros, vale a pena conferir.

LEITE
O leite nem sempre é um alimento para cachorros adultos, cachorros após o desmame geralmente não conseguem digerir de maneira correta a lactose do leite, fazendo com que a ingestão de leite e derivados possa causar diarreia ou outras desordens digestivas. Se você quiser introduzir o leite na dieta de seu cachorro, sugiro que utilize um leite de fácil digestão, ou seja, leite desnatado. Se quiser saber um pouco mais sobre o leite na dita dos cachorros leia este artigo.
PRODUTOS FERMENTADOS
Todos os produtos feitos de massa fermentada podem causar fermentação intestinal e dilatar o abdômen, causando dor severa. Alimentos como pão mal assado, pizza e similares não são, portanto, os mais adequados para os cachorros.

NOZ MACADÂMIA
Não é um produto muito comum, mas são comumente usados em muitos cookies e doces e você ainda pode encontrar nos supermercados também em natura. Por isso, é bom saber que para o cachorro as nozes de macadâmia podem intoxicar, os sintomas são fraqueza, depressão, vômitos, tremores e hipertermia. Estes sinais geralmente aparecem dentro de 12 horas após a ingestão e duram aproximadamente 12 – 48 horas.

OSSOS
Ao contrário do que se acredita, se seu cachorro for alimentado com ração ou comida natural, cozida, feita exclusivamente para ele, você NÃO deve fornecer ossos de qualquer tipo para os cachorros. Os ossos podem ficar presos, no palato, na faringe (causando asfixia), ou lacerações do estômago e intestinos, devido a estilhaços. Além disso, também o ato de roer ossos tende a formar uma massa sólida no trato digestivo, podendo provocar uma constipação grave. Melhor prevenir limpando bem a carne para eles. Para entretenimento e para que possam manter seus dentes limpos, você deve dar apenas biscoitos para cachorros ou brinquedos seguros, que não possam ser destruídos e ingeridos. Existem cachorros que são alimentados a base de carne crua. Neste tipo de dieta, é comum e necessário a introdução de osso no cardápio, no entanto apenas animais que se alimente estritamente de carne crua e sigam todos as regras deste tipo de dieta, podem alimentar-se com ossos.

SAL
Grandes quantidades de sal provocam sede excessiva e desequilíbrio eletrolítico grave. Todas as refeições caseiras para os nossos animais de estimação não devem, portanto, conter adição de grandes quantidades de sal. Também é bom ter cuidado com todos os alimentos que contenham sal em abundância. No caso de consumo excessivo de alimentos salgados, na alimentação de cachorros, pode provocar reações indesejadas como: vômitos, diarreia, tremores, depressão, elevação da temperatura corporal, convulsões e até a morte.

UVAS E PASSAS
Estes dois alimentos podem causar insuficiência renal, em cães. A substância responsável por esse efeito ainda não foi identificada de forma que NÃO há maneiras de torná-lo inofensivo ou ter qualquer “antídoto” no caso de ingestão acidental. Esta é mais uma razão para mantê-las longe de nossos cachorros, especialmente se eles têm problemas saúde porque os sintomas podem ser mais graves.
Xilitol
O xilitol é usado como adoçante em muitos produtos, incluindo goma, doces, assados e creme dental. Nos cachorros induz a libertação de insulina, o que pode levar à insuficiência hepática. O aumento da insulina provoca hipoglicemia (baixo açúcar no sangue). Cachorros intoxicados apresentam vômito, letargia, perda de coordenação e em casos avançados, convulsões. Dentro de alguns dias aparece insuficiência hepática.

Ele pode não gostar tanto, mas comida de cachorro tem que ser feita especialmente para cachorro!

Se você dá a seu cachorro um produto que contenha um destes alimentos, ou pensa que alguém na família esteja fazendo isso, o melhor é consultar seu veterinário. Crianças muitas vezes desobedecem de maneira ingênua e por isso é muito importante conscientizá-las sobre os perigos que envolvem os alimentos e a boa saúde de nossos amigos peludos.
Leia abaixo alguns links importantes que oferecem informações complementares sobre alimentos como alho, cebola, pão, chocolate, nozes macadâmia e muitos outros alimentos. Descubra quais deles podem ser incluídos na alimentação de seu cão e quais deles devem ser excluídos, ou podem oferecidos de forma comedida para ele.

Comentários
Carregando...