Trazendo informação do mundo pet

Como espantar as moscas do cachorro

As feridas nas pontas das orelhas causadas por moscas, formam crostas de sangue coagulado, o que pode ser bastante dolorido com o cachorro visivelmente incomodado

329

As moscas sempre parecem ser um grande problema enfrentado pelos tutores, principalmente se o seu cachorro tem o costume de ficar na área externa da casa, em especial no verão. A princípio, evitar moscas pode parecer apenas incômodo ao cão, e uma questão irritante de higiene, porém pesquisas recentes encontraram indícios de que moscas carregam em si 351 bactérias diferentes, sendo que nem todas são conhecidas, portanto, além das doenças de importância veterinária conhecidas que as moscas podem transmitir, ainda há micro-organismos desconhecidos ao Homem, do qual não temos conhecimento nenhum de quais outras doenças elas também podem trazer.

Além disso, moscas ainda são a causa de feridas nas pontas das orelhas dos cães, problema muito comum enfrentado por criadores de raças como Pastor Alemão, Husky Siberiano e outras. E, podem transmitir a berne ou a miíase, que são na verdade, larvas.

Como evitar moscas no ambiente

As infestações de moscas são mais frequentes no verão, pois a alta temperatura incide na taxa de reprodução das espécies conhecidas no Brasil. Dentre elas, uma das mais conhecidas espécies de importância veterinária e que infesta nossas casas, quintais e consequentemente nossos animais domésticos, é a espécie conhecida como Musca domestica em latim, a mosca doméstica.

A espécie da mosca doméstica se reproduz rapidamente, e uma mosca adulta chega a viver cerca de 30 dias, chegando a botar em torno de 500 a 800 ovos durante toda a sua vida. Os locais preferidos para a deposição de ovos são lixo, fezes, locais úmidos com qualquer substância fermentável e orgânica sem muita incidência de raios solares diretos, os ovos eclodem no primeiro estágio larval em até 24 horas, e cerca de 8 a 10 dias após completarem o segundo estágio larval, se transformam em moscas jovens.

Devido a isso, manter a higiene do ambiente em que o cachorro vive é de extrema importância, em especial em áreas externas, recolhendo sempre as fezes do animal e lavando a urina do quintal para que o odor não atraia mais moscas. Mantendo a área externa organizada, livre de dejetos e material orgânico em decomposição como um saco de lixo esquecido, por exemplo, contribui para a diminuição na população de moscas, já que ela não será capaz de completar seu ciclo de reprodução. A mosca doméstica não se reproduz no animal, porém como são insetos oportunistas, pode acontecer quando o animal estiver com alguma ferida aberta sem tratamento. Por isso o PeritoAnimal preparou estes outros dois artigos sobre Miíase: causas, sintomas e tratamento e Berne em cachorro – como tirar berne de cachorro, para quando casos assim acontecerem.

Como acabar com as moscas no orelha do cachorro

Moscas se sentem atraídas por odores fétidos e açucarados, por isso algumas moscas oportunistas podem picar as regiões das pontas das orelhas dos cachorros para se alimentarem do sangue, já que é uma região onde a pele é mais fina e fácil de ser perfurada.

As feridas nas pontas das orelhas causadas por moscas, formam crostas de sangue coagulado, o que pode ser bastante dolorido com o cachorro visivelmente incomodado, chacoalhando a cabeça constantemente, fazendo que o sangramento no local aumente. E como o cão está incomodado com as orelhas, pode desencadear outro problema chamado de Otohematoma, que é quando vasos menores da orelha estouram e ocorre o acúmulo de sangue na região, formando uma espécie de bolsa com sangue e por vezes pus.

Geralmente, este problema é encontrado em raças de cães com orelhas pontudas como pastor alemão, husky siberiano, no entanto, também pode acometer raças de cães com orelhas caídas de pelagem curta como dobermans, dálmatas, mastiffs e mastinos. Gatos são raramente acometidos por esta infestação.

O tratamento das feridas com unguento e outros remédios deve ser avaliado e orientado por um médico veterinário, pois dependendo do tamanho das lesões o cachorro poderá necessitar de pomadas com antibiótico, além da limpeza diária nas regiões com soro fisiológico ou sabonete antisséptico. Além disso, deve-se evitar que outras moscas pousem no local com o auxílio de repelentes.

Comentários
Carregando...